• Instagram
  • Facebook ícone social

Zé Zuca, cantor, compositor, educador e radialista.

Zé Zuca morou cinco anos na Holanda, onde realizou aproximadamente 500 shows, fundou o jornal brasilandês Papagaio e o grupo de teatro musical para crianças, Zabelê. Voltando ao Brasil, deu aulas no Curso de Radialismo da UFRJ e na UniverCidade. Na Rádio MEC, lançou a série de programas Zé Zuca e a Rádio Maluca e recolocou no ar o Radioteca, ao vivo, para jovens. Também trabalhou na extinta TVE do Rio de Janeiro e na MultiRio.

José Carlos de Souza, o Zé Zuca, Profissional multimídia, era cantor, compositor, autor, ator e diretor teatral, pedagogo, arte-educador, psicodramatista, radialista e diretor da ZZ Produções.

Nascido em 1º de agosto de 1951, há mais de 30 anos trabalhava com o público infantil, escrevia textos, livros infantis, compunha músicas e fazia direções musicais para teatro profissional adulto e infantil, sendo indicado duas vezes para o prêmio Mambembe. Seu espetáculo Coração de Gigante ganhou um prêmio Shell na categoria Auxílio de Montagem. É da autoria de Zé Zuca o tema de abertura do programa infantil ABZ do Ziraldo, da TV Brasil.

Como cantor, lançou os discos Jacaré espaçonave do céu, O que eu vejo da janela, Zé Zuca e a Rádio Maluca, Todas as Festas (todos independentes), O Melhor de Zé Zuca (Angels Records e Sony, em 2002), Roda de cantigas (Selo Rádio MEC, em 2007) e Álbum de figurinhas (Selo Rádio MEC, em 2008), com figuras da música para crianças no Brasil, contando com participação de Bia Bedran, Palavra Cantada, Hélio Ziskind, entre outros.

Em 2008 foi indicado para o prêmio Zilka Salaberry de teatro Infantil, na categoria Prêmio Especial, por incluir a criança e o teatro no rádio.

Na literatura, Zé Zuca lançou o livro Casa de Caramujo (Vozes, 1987), Amigos do Peito (Mirabolante, 2009), Vou contar um segredo - uma história cheia de medo (Saraiva, 2010) e também Avó com cheiro de pão caseiro (Zit).Produzia, roteiriza, fazia a trilha sonora e apresentava, junto com Mariano, o programa Rádio Maluca, com duração de uma hora, ao vivo, aos sábados, das 11h às 12h, na Rádio MEC AM e na Rádio Nacional do Rio de Janeiro. Desde setembro de 2013, a Rádio Maluca alcançou mais crianças Brasil afora, quando, gravado, passou a fazer parte da grade das emissoras Rádio Nacional de Brasília, Rádio Nacional da Amazônia e Rádio Nacional do Alto Solimões.

Ponto de encontro das crianças e da família, o Rádio Maluca apresenta o rádio para o público infantil e recupera a tradição dos programas de auditório, com a participação da plateia e dos ouvintes.

Histórico

Na MEC, o primeiro programa de Zé Zuca foi o Radioteca Infantil, que assim o definia: “maior parte do programa era feita com radioteatro, e a outra parte com algumas crianças de escolas que vinham gravar no estúdio sinfônico. As crianças sentavam-se e eu conversava com elas sobre um determinado tema. [...] “

Radioteca Infantil, ainda nos anos 1980, já se destacou e teve reconhecimento inclusive fora do país. Foi premiado no Festival Internacional de Rádio de Nova Iorque (ficou entre os três finalistas, após concorrer com 1.547 programas oriundos de 18 países).

A rápida consolidação do programa levou a MEC a ampliar o espaço destinado ao público infantojuvenil e Zé Zuca logo passou a produzir outros programas, no mesmo estilo e formato, mas diversificando as faixas etárias da sua audiência alvo.

Logo em seguida, concebeu outros programas “radioteca” para as mais diversas faixas de idade: mirim, dente de leite etc. Mais tarde, idealizou e produziu Radioteca Jovem, programa de auditório que realizava transmissões simultâneas com escolas secundárias.

 

Zé Zuca com Ziraldo

O Rádio Maluca nasceu em 1994. O programa misturava diversos formatos e linguagens radiofônicos – show musical, auditório, dramatização, brincadeiras, entre outros. Destinado ao público infantil em idade escolar, tinha inicialmente 20 minutos de duração . O programa contava a história de uma rádio criada por um menino e uma menina com a ajuda de dois artistas mambembes. Seus episódios temáticos mostravam as aventuras dos dois repórteres mirins, o Babulina e a Rosa Melosa, sob a coordenação do ‘loucutor’ Zé Zuca e do técnico de som ‘biruta’ Mariano..

Rodney Mariano e Zé Zuca